terça-feira, 13 de setembro de 2011

Adesão às Equipes de Nossa Senhora

Uma das condições para entrar nas ENS é ter o desejo de progredir espirtualmente, pessoalmente e em casal. Este desejo pode enfraquecer e se perder nas areias do hábito e da rotina É indispensável conservá-lo e renová-lo. O Pe. Caffarel no-lo recorda com frequência: nas ENS, é preciso visar o essencial. As trocas de idéias, as sólidas amizades, o auxílio mútuo material e moral, tudo isso não é o objetivo primeiro. O essencial é procurar Cristo.

Para que um casal ingresse nas Equipes de Nossa Senhora, a orientação é que ele passe por um período chamado Experiência Comunitária e/ou pela Pilotagem. Após estas etapas, ele estará apto a fazer uma escolha madura e consciente, pelo movimento.

Mas, o que é Experiência Comunitária e Pilotagem?


EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA 

A Experiência Comunitária surgiu inicialmente voltada para a expansão do Movimento das Equipes de Nossa Senhora, com o intuito de melhor preparar os casais para uma eventual adesão ao Movimento. Ao mesmo tempo verificou-se uma outra razão de ser extremamente valiosa, que foi o de aproveitar a sua pedagogia para a prestação de um serviço de apostolado para grupo de casais, independentemente de virem ou não a se transformar em uma nova equipe. 
(Manual de Pilotagem – Edição 2000)

- O que é a Experiência Comunitária: 

A Experiência Comunitária é um instrumento de evangelização que aproveita a vivência e o conhecimento acumulados pelos casais das ENS quanto à vida cristã conjugal, familiar e em comunidade

A Experiência Comunitária das ENS concretiza-se pela reunião de um grupo de casais que procuram desenvolver seu matrimônio e vida familiar e que para isso aceitam experimentar a vida em comunidade e particular de uma iniciação catequética que lhes anunciará a Boa Nova vivida no casamento.

Sua proposta pedagógica prevê um tempo limitado para que essa experiência seja feita. Ao final, são colocadas ao grupo múltiplas opções para dar continuidade à vida comunitária cristã. Dentre essas opções, especialmente lembrado o Movimento das equipes de Nossa Senhora.

- Quais os objetivos da Experiência Comunitária:

1 – Despertar os casais para o conhecimento pessoal, conjugal, familiar e social para que, compreendendo essa realidade, possam assumi-la procurando transformá-la.

2 – Oferecer aos casais a possibilidade de vivenciarem a graça da fé através:
  • da comunidade, lugar de um verdadeiro encontro com o irmão; 
  • da experiência pessoal de encontro com Deus. Esse encontro realiza-se especialmente pela catequese, quando os casais redescobrem e fundamentam sua fé, e pela oração, que os conduz ao diálogo com o Pai. 
3 – Dar-lhes a oportunidade de experimentarem:
  • o diálogo, caminho para o “dever de sentar-se” e para a oração; 
  • a leitura e reflexão da Bíblia, caminho para a escuta da Palavra e a meditação; 
  • a partilha dos esforços para o crescimento espiritual; 
  • a co-participação de suas vidas, para juntas buscarem soluções para suas inquietações, vivenciando o auxílio mútuo. 
4 – Permitir-lhes a compreensão de que a Igreja atualiza o Cristianismo e guarda os Sacramentos, motivando os casais a participarem.

5 – Oferecer aos casais opções para darem continuidade à vida comunitária cristã.

- Quem pode participar:

Casais católicos que tem em comum a inquietação pela procura da felicidade e entrevêem nas propostas cristãs um caminho a eles aberto.


PILOTAGEM 

A Equipe Responsável Internacional - ERI, reunida em Janeiro de 1996, definiu em ATA que: "O objetivo da pilotagem difere daquele da catequese; pilotagem é essencialmente um treinamento para os propósitos das Equipes de Nossa Senhora e o seu método. O ponto comum a todos os casais em pilotagem é a sua falta de conhecimento do Movimento e sua maneira de formação."

Método, neste contexto, significa o conjunto de todos os meios oferecidos pelo Movimento, dispostos convenientemente para alcançar o propósito das Equipes de Nossa Senhora.

Estes meios são: Experiência Comunitária, Reunião de Informação, Pilotagem, Reunião de Equipe, Orientações de Vida, os Pontos Concretos de Esforço,a Ligação, os Encontros, as Sessões de Formação e a Carta Mensal.

É na Pilotagem que os casais começarão a entender os objetivos da vida em comunidade proposta pelo Movimento, como um caminho para o qual o casal cristão viva o amor, a felicidade e a santidade.

É o período em que os casais são convidados a partilhar com todos os equipistas o carisma das Equipes de Nossa Senhora como um modo de ser verdadeiramente Igreja, a serviço da construção do Reino de Deus.

Sendo a pilotagem a primeira formação comum que os casais recebem no conjunto com o Movimento, ela tem que primar pela fidelidade ao Carisma das Equipes de Nossa Senhora; é esta fidelidade que assegura a unidade do Movimento, sinal de sua força e atualidade.


Se você ainda não é equipista, mas tem vontade de ser, imprima a Ficha de Inscrição (disponível no setor de Documentos deste Blog), preencha com seus dados e entregue a um casal equipista (ou escaneie e envie para ens.jundiai@gmail.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário