quinta-feira, 7 de março de 2013

Regra de Vida: esforço pessoal para ser melhor

As Equipes de Nossa senhora têm uma característica própria, os Pontos Concretos de Esforço, que correspondem às atitudes interiores que precisam ser despertadas e que devidamente assimiladas, vão transformando, pouco a pouco, os esposos, desenvolvendo uma vida espiritual conjugal que os aproximará de Deus, de seu cônjuge e dos seus irmãos em Cristo.

Todos nós sabemos que seguir a Deus exige esforço e perseverança. Portanto, através da Regra de Vida nos propomos a assumir um esforço pessoal para sermos melhores e mais santos. Se caminhássemos sozinho, certamente seríamos tentados a abandonar o esforço, mas ajudados pelo cônjuge, pela equipe e pelo Sacerdote Conselheiro Espiritual, a probabilidade de alcançar o objetivo é infinitamente maior. A Regra de Vida é uma das ferramentas disponibilizadas pelo nosso Movimento, onde temos a oportunidade de, livremente, escolhermos uma ou diversas atitudes que nos levem a progredir na direção de um crescimento espiritual e humano. Ela nos enriquece e ajuda-nos a dar um significativo passo com vistas a responder ao amor e ao apelo de Deus.

A regra de Vida não deve visar somente o nosso progresso individual, mas um esforço que ajude também o crescimento da vida conjugal, da família e da sociedade em que vivemos. Ela deve ser feita com o fim de corrigir ou atender os nossos pontos fracos e ajudar-nos a potencializar o que temos de melhor, tanto no aspecto religioso como no plano humano.

Quando a Regra de Vida for pessoal, devemos guardá-la só para nós mesmo, a discrição deve ser regra. Agora, se for do casal, é lógico que a ajuda mútua e a bela cumplicidade entre os cônjuges prevalecerá.

Para muitos a Regra de Vida é um dos PCEs, mais difíceis de vivenciar, pois requer muita disciplina e esforço, todavia, isso é muito pouco quando sabemos que nos coloca em confronto com o nosso orgulho, nossa preguiça, nossa impulsividade. Portanto, vale a pena sermos perseverantes na vivência da Regra de Vida, pois somente assim buscaremos a verdade sobre nós mesmos, a fim de reconhecer aquilo que se opõe à vontade de Deus. Quantas e quantas vezes fracassamos nos nossos objetivos, entretanto, jamais devemos deixar de ser perseverantes em atingi-los, pois sabemos da sua real importância em nossas vidas. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

Sidnéia e Edilson
Eq. 26 A - Belém/PA
Boletim ENS em Foco - Região Norte II

Nenhum comentário:

Postar um comentário