terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Mensagem de fim de ano

Ainda envolvidos pela alegria do Natal de Jesus Cristo, agradecemos ao Pai pelo ano que se finda e por todas as maravilhas feitas em nossas vidas no ano de 2014. 

Obrigado a todos que se empenharam em servir e "cuidar do próximo" através desta ferramenta eletrônica, enviando sugestões de matérias, tirando fotos, enviando textos... O Blog é de todos nós!

Aproveitamos para nos desculpar por quaisquer falhas que tenham vindo a ocorrer. Somos fracos e limitados.

E se você não teve a oportunidade de fazer tudo o que pretendia nesse ano, é tempo de renovar as esperanças e as metas... Um novo ano vem aí!

Para esse ano que se aproxima, pedimos as bênçãos de Deus e o dom de viver um excelente 2015, com equipes ativas, integradas e fontes de graças aos seus membros. Que saibamos entender os "sinais dos tempos" e nos apressemos em cultivar e promover o amor, a cada dia de forma mais intensa.

Finalizamos deixando registrado aqui nossa alegria por estar próximos de vocês através deste canal e nosso convite ao serviço: o Blog está à sua disposição!

Deus abençoe a todos.

Equipe do Blog

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Colegiado do Setor A reúne responsáveis de 2014 e 2015

Na noite do dia 09 de dezembro tivemos, novamente, a oportunidade de participar de um momento bastante agradável, promovido pelo Setor A das ENS de Jundiaí. A proposta era reunir os colegiados que trabalharam em 2014 e os que trabalharão em 2015.

Percebia-se com a chegada dos participantes, através dos seus semblantes, que tudo concorreria para um significativo acontecimento. O evento, que teve um roteiro muito bem elaborado, contou com partes importantes e imprescindíveis. O início dele se deu com a Invocação do Espírito Santo, seguido de um canto alusivo à missão que Jesus Cristo estava nos dando a partir de agora. Depois, houve a Escuta da Palavra (Mateus 5, 13-16), proclamada e comentada pelo Pe. Márcio Felipe, Conselheiro Espiritual do Setor que deixava a função naquela noite. Coube ao casal Angela e Vail, como Casal Responsável de Setor anterior, despedir-se agradecendo a todos aqueles, que tiveram a oportunidade de com eles trabalhar, como os Casais Ligação e os demais casais que foram Responsáveis por suas Equipes neste último ano.

O Pe. Julio de Freitas, atual Conselheiro Espiritual do Setor, rezou com todos os CRE´s presentes, que em grupos, agradeceram a Deus, pelos PCE´s - Pontos Concretos de Esforço, bases firmes do nosso crescimento espiritual conjugal.

No momento de Consagração fomos inspirados, pelo casal Érica e Wilson, novo Casal Responsável de Setor, a oferecer a Deus o nosso SIM, ao Movimento, para servi-lo em tudo aquilo que nossas atuais funções vierem a requerer. Para reforçar o sentido desse SIM, todos cantamos fazendo alusão ao SIM da nossa Mãe Maria. Se Ela disse SIM, a Jesus, o que nós poderíamos dizer às ENS?

No momento do Compromisso, os CRE´s de 2014, louvaram ao Criador, pelas graças recebidas por eles e suas equipes no ano que se encerra e pediram pelos seus sucessores. Já os CRE´s 2015, firmaram os seus votos de fé e esperança, para bem realizarem as funções por eles recém-assumidas. O Pe.Julio enfatizou, para melhor fortalecê-los em seus votos, que não foram os irmãos equipistas que os elegeram, mas sim, o poder do Espírito Santo de Deus. Que todos cressem nisto.

Na conclusão da reunião aconteceu o Momento do Setor, ocasião em que cada Casal Ligação ofertou aos CRE´s por eles ligados, uma agenda bíblica e o calendário de atividades, das ENS Jundiaí, no ano de 2015. O mesmo aconteceu, na sequência, a entrega de agendas, pelo CRS, à sua equipe direta: Casais Ligação, Casal Expansão e Conselheiro Espiritual.

Todos os presentes foram convidados a participar de um tradicional momento de confraternização, não sem antes de terem rezado, em perfeita unidade, o Magnificat e de terem recebido, pelas mãos do Pe. Julio, a bênção final.

Maria Clara e Antonio Luiz 
Casal Expansão - Setor Jundiaí A

domingo, 7 de dezembro de 2014

Missa Mensal de Dezembro e Posse do novo Setor Jundiaí A

Estamos no fim de mais um ano civil e no começo de um novo ano litúrgico. É momento de renovação, de transferir as responsabilidades nas nossas equipes e, neste ano em especial, tempo de renovação no Setor Jundiaí A.

A Missa Mensal de Dezembro, realizada na ultima sexta feira, dia 05, além de celebrar o tempo do Advento, empossou todos os novos Casais Responsáveis de Equipe 2015, bem como o novo Casal Responsável do Setor A, Érica e Wilson e sua equipe de trabalho. Por ser uma celebração especial, aconteceu na Paróquia Santo Antônio, no bairro Ivoturucaia, em Jundiaí, onde seu pároco, Pe. Julio de Freitas, também assumiu como SCE do Setor Jundiaí A.

A Missa teve a co-celebração de outros SCE de Jundiaí: Dom Enrico (8A), Pe. Emidio (10A), Pe. Bruno (23A) e a presença do Diácono Osmar (1B), além das AET: Irmã Penha (9B e 11B), Irmã Maria José (5A) e Irmã Sônia (13B). A celebração contou ainda com a presença do Casal Responsável Regional (Kátia e Alexandre) e outros Casais Responsáveis de Setor da nossa região. 

Depois da missa, os setores ofereceram um momento de confraternização, com salgadinhos e bolo. Mais de 150 casais prestigiaram este momento e puderam trocar experiências num bate papo informal e animado.

As fotos deste dia estão aqui.


Jundiaí realiza formação dos novos casais responsáveis de equipe

No ultimo dia 30 de Novembro, os setores Jundiaí A e Jundiaí B das Equipes de Nossa Senhora, realizaram a Formação dos Casais Responsáveis de 2015. 

O encontro foi realizado no Colégio Agrícola, teve a duração de um dia e abordou temas importantes para os casais, como a estrutura do movimento, a reunião de equipe (o aggiornamento), a importância do casal ligação, a função do sacerdote conselheiro espiritual, relatórios, calendário 2015, dentre outros. Além dos temas informativos, os casais tiveram um momento de encontro com seus Casais Ligação.

Uma missa de envio, presidida pelo SCE do Setor Jundiaí B - Pe. Samuel - encerrou o dia de formação.

As fotos deste dia estão aqui.


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O espírito de pertença

Na vida religiosa a palavra "pertença" não deve ser usada como o significado corriqueiro do verbo "pertencer". Para nós, pertença não é apenas o ser parte, é mais, é principalmente fazer parte ativa. Está relacionada a uma ideia de enraizamento, de integração e interação plenas, em que o indivíduo constrói e é construído, em que se sente "vento" e "vela", em que planeja e também se vê parte de um projeto, em que modifica e é modificado. "Espírito de pertença" comunga do mesmo propósito, seguindo o exemplo das primeiras comunidades cristãs: “A multidão (...) era um só coração e uma só alma...” (At 4,32).

Embebidos pelo espírito de pertença, nós equipistas deveríamos ter o desejo de ver outros irmãos equipistas recebendo as mesmas graças que Deus derrama sobre nós. O nosso ideal seria promover o fortalecimento, em um primeiro momento, da nosso própria equipe, fortalecendo a verdadeira amizade, buscando o espírito fraterno e depois de fortalecidos, a expansão do movimento, e para isso trabalharmos no sentido de vê-lo crescer e de surgirem ou voltarem novas equipes e equipistas que nos deixaram. Estarmos animados por um ideal comum que seja com alegria o que é bom para todos.

A primeira característica de quem está cheio do espírito de pertença é o seu desejo de servir desinteressadamente como ensinou Jesus (Mc 10, 45); ser cristão é assumir como lema de vida o serviço aos irmãos.

O espírito de pertença está fortemente relacionado ao serviço, à doação de si aos outros irmãos e às equipes. A Fraternidade nos dá muita força e quem entende isso passa também a querer dar aos demais o que tem recebido. Na sua primeira carta, Pedro exorta os irmãos: "Todos vós, conforme o dom que cada um recebeu, consagrai-vos ao serviço uns dos outros, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus" (1 Pd 4,10). Dessa forma torna-se possível dizer: Eu pertenço ao movimento de Nossa Senhora, dele me nutro, a ele me doo.

A pertença também anda ao lado da fidelidade. Esta fidelidade é indissociável da responsabilidade que deve ter todo equipista em relação ao movimento. Em qualquer nível é a fidelidade que identifica o sentimento de pertença a esta Família Religiosa. A estes será dada a devida recompensa, como na parábola, os talentos.

"Parabéns, servo bom e fiel! Como te comportaste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da alegria do teu Senhor!" (Mt 25, 21). Se o irmão enterra o talento recebido, que ocupação terá, já que abandonou o seu instrumento de trabalho?

Se a pertença é serviço e fidelidade, o serviço e a fidelidade são o Amor. Não existe amor maior do que doar a sua vida pelos amigos (Jo 15, 13).

É dedicando a sua vida e doando o seu amor que se pratica a pertença e, por sua vez, essa atitude nos faz re­ceber amor de volta. Santo Agostinho nos diz que "só o amor conhece o segredo de enriquecer cada vez mais a si mesmo dando aos outros”.

A pertença, portanto, implica no amor à equipe e ao movimento. Compromisso, ação, fidelidade e zelo são suas palavras­ chave. É com essa compreensão que Nós deveríamos afirmar: O Amor me compromete, me faz parte ativa, me torna fiel, me torna responsável. E como desdobramento ele exala a per­tença dizendo: Eu entendo a mística (espiritualidade), vivo o carisma, adoto a pedagogia, sigo as regras, participo dos eventos, aceito os encargos.

Em Cristo e Maria, Mãe e Serva. Que Deus nos abençoe sempre, amém!

Equipe 3A
 Jundiaí/SP

domingo, 16 de novembro de 2014

Conselheiros de Jundiaí em Peregrinação

Dentre os 26 padres da Diocese de Jundiai que participaram, com Dom Vicente, da peregrinação pela Itália e Terra Santa, 6 deles são Sacerdotes Conselheiros Espirituais das nossas equipes. 



Pe. Fernando (equipe 12A), Pe. Julio (equipe 18A), Pe. Milton (equipe 17A), Pe. Alexandre (equipe 19A), Pe. Samuel (equipe 3B) e Pe. Márcio Felipe (equipe 6A) chegaram neste dia 15 de novembro com experiências incríveis na bagagem. 

A viagem começou no dia 02/11 e os primeiros dias foram em Roma e no Vaticano, com destaque para a audiência com o Papa Francisco, no dia 05. Em seguida foram para Assis, a cidade de São Francisco e Santa Clara. Na manhã do dia 07, partiram para a Terra Santa, chegando em Tel Aviv e indo para Tiberíades. Depois passaram por lugares únicos e especiais, dentre eles, Cafarnaum (cidade onde Jesus viveu a sua vida pública), Mar da Galiléia, Rio Jordão, Nazaré (local da Anunciação), Monte Tabor, Jericó, Belém... Andaram ainda por Jerusalém e seus locais santos como Monte das Oliveiras, Cenáculo, Santo Sepulcro, Muro das Lamentações e terminaram visitando a aldeia de Emaús.

Com certeza essa experiência enriqueceu ainda mais a espiritualidade dos nossos conselheiros e a co-participação deles, nas suas equipes, já está sendo ansiosamente aguardada.

Que o Senhor os ilumine, agora e sempre.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Terceiro Retiro Anual das Equipes de Nossa Senhora dos Setores Jundiaí A e B

Foi com muita alegria que participamos, nos dias 24, 25 e 26 de Outubro, do terceiro Retiro anual das ENS deste ano de 2014.

O retiro foi pregado com muito entusiasmo pelo padre Geraldo Bicudo, pároco da paróquia São Sebastião em Itupeva e conselheiro espiritual da equipe 4B.

Apesar do retiro ter sido aberto (onde os casais dormem em suas casas), devido ao problema de agendamento com a casa de retiros, o mesmo aconteceu de maneira tranquila e profunda. Refletimos sobre o documento do Papa Francisco “Evangelli Gaudium” - A Alegria do Evangelho. 

Padre Geraldo abordou desde as implicações e exigências do Querigma (revelação de Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem que morreu por nossos pecados e ressuscitou para a salvação de todos) até os problemas que hoje a Igreja e todos os cristãos estão enfrentando no anuncio do Evangelho, principalmente o individualismo que o mundo moderno nos impõe.

Apesar das modificações que o retiro sofreu para se adaptar ao novo local, ficamos muito felizes com o que aprendemos e vivemos nestes dias.


Obrigado padre Geraldo por compartilhar conosco uma pequena parte de sua grande sabedoria. Que momentos assim sejam mais frequentes em nosso movimento, onde o Querigma possa ser apresentado cada vez mais aos casais tão sedentos do Cristo Vivo.

Márcia e Marcelo
Equipe 17A - Jundiai/SP

As fotos destes dias estão aqui.



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Halloween: não brinquemos com fogo!

Eis os riscos que se escondem por trás de uma festa que está se tornando cada vez mais popular entre os jovens

A ingenuidade é muitas vezes a causa de muitos males do nosso tempo. Muitas pessoas, de boa fé, são influenciadas por modismos e encontram-se brincando com fogo. Não percebem os riscos que poderiam se esconder atrás de situações aparentemente inócuas.

Um exemplo óbvio desta ingenuidade é a participação de muitos pais, crianças e jovens na festa de Halloween.

Há alguns anos atrás, este evento só poderia ser conhecido através de alguns filmes ou quadrinhos norte-americanos. Mas hoje o mundo mudou. O advento da Internet e a proliferação dos meios de comunicação contribuem facilmente para a disseminação de modas.

E assim, o Dia das Bruxas atravessou as fronteiras e se espalhou em muitos outros países. Para dar-se conta do fenômeno basta olhar para as vitrines de restaurantes e lojas de brinquedos. Foram invadidas por objetos, figurinos e bonecos relacionados a este evento.

O símbolo do Halloween é uma abóbora esculpida com os olhos, nariz e boca, iluminada por uma vela colocada dentro. Na noite entre o 31 de outubro e 1 de novembro, as crianças americanas têm o costume de vestir-se como fantasmas, vampiros ou monstrinhos. Batem nas portas das casas com um saquinho na mão, pedindo doces e balas.

Alguém pode dizer: "O que há de errado? Por que não podemos fazer o mesmo? Afinal de contas, o Halloween é uma espécie de carnaval! Uma maneira de se divertir e brincar um pouco'!”. E é essa ingenuidade, a falta de profundidade, que leva muitos pais a não entenderem os possíveis riscos que se escondem por trás de certas modas.

Tentemos refletir sobre a realidade dos fatos. Vamos perceber, também, que Halloween não é apenas uma espécie de carnaval, mas algo mais. É uma moda que, muitas vezes, tem raíz na superficialidade com que se vive a fé cristã em certas famílias.

Muitos pais batizam seus filhos, os levam ao Catecismo e os fazem fazer a sua primeira comunhão. Mas depois se esquecem de leva-los à Missa, porque dizem que têm muitos compromissos no domingo. Depois das suntuosas festas de primeira comunhão as igrejas se esvaziam.

O batismo e a Primeira Comunhão parecem ter se tornado rituais com base na aparência, onde as pessoas se vestem bem e fazem grandes refeições no restaurante com parentes e amigos. Mas poucos pais, depois, se comprometem seriamente em acompanhar os filhos em um caminho de fé.

A participação ingênua no Halloween é um dos frutos dessa falta de compromisso. Em vez de vestir as crianças de monstros, os pais deveriam ensiná-las a orar. Deveriam contar-lhes as fascinantes histórias da vida dos Santos, tendo em vista o primeiro de novembro.

Em quantas famílias se reza hoje? Em um tempo as crianças recitavam uma oraçãozinha antes de ir dormir. Quantas o fazem ainda hoje? Talvez os pais estejam ocupados demais em disfarçar seus filhos de vampiros e não têm tempo para educá-los ao conhecimento das nossas tradições autênticas.

Em torno do Halloween se desencadeou também um fenômeno comercial que toca os jovens e os adolescentes: a dos "rave" e das festa na discoteca cheias de mau gosto. Representam uma verdadeira e real exaltação do macabro, em que as pessoas vestem trajes horríveis e irreverentes, muitas vezes ofensivos para a religião. Em certas festas com temas esotéricos, além de dança, há o risco de se deparar com "mágos" e ocultistas que se aproveitam da ocasião para introduzir os jovens nas práticas mágicas e supersticiosas.

Halloween se transformou em uma ocasião a mais para chegar tarde e frequentar ambientes questionáveis. A moda acaba por distrair a atenção dos jovens em um período do ano que, por tradição, sempre foi reservado à memória de todos os santos e à comemoração dos mortos. A memória dos santos e dos mortos foi substituída pela vulgaridade de certos costumes. Os momentos de meditação e oração foram trocados pelos volume ensurdecedor da discoteca.

É por isso que o Dia das Bruxas não pode ser considerado simplesmente um segundo Carnaval. Por trás das abóboras, fantasias e festas, aparentemente inofensivas, poderia esconder-se algumas armadilhas.

É preciso estimular um maior senso crítico nos jovens, ajudando-os a não beber passivamente as mensagens enganosas que estão associados a esta festa. Começa como uma brincadeira, aceitando o convite de um "mago" na discoteca para ler o futuro nas cartas, e depois corre-se o risco de se tornarem escravos do ocultismo.

Não esqueçamos as nossas tradições! Não precisa ter medo de lembrar aos rapazes o significado da época do ano em que nos encontramos. Será uma oportunidade preciosa para redescobrir a riqueza espiritual das nossas raízes cristãs.

Os jovens precisam de uma cultura nova, alternativa e contra-corrente, que substitua o som de certos fenômenos de massa com a intimidade e os silêncios de uma fé viva, vivida na beleza da sua jornada diária.

Fonte: Zenit





terça-feira, 21 de outubro de 2014

ENS de Jundiaí compõe hino para Encontro Nacional

“Sempre é festa da alegria se conosco Ele estiver. É Maria quem nos diz: ‘Fazei tudo o que Ele vos disser”, diz o refrão do hino oficial do III Encontro Nacional das Equipes de Nossa Senhora, que acontecerá entre os dias 30 de junho e 3 de julho de 2015, em Aparecida (SP). A canção é de autoria da Equipe 17 do Setor A de Jundiaí.


De acordo com o casal Edison e Marta Benatti, o convite para participar do concurso para a escolha do hino partiu do casal coordenador do III Encontro Nacional – Renato e Vera Luciani, da cidade de Itu, e o desafio para compor a canção foi aceito por toda a Equipe 17 do Setor A de Jundiaí. Sob a inspiração do Espírito Santo, a canção surgiu a partir do tema `Aceitar o convite de viver o Evangelho a dois` e do Evangelho de João, capítulo 2, versículos de 1 a 12, que narra as bodas de Caná, refletidos numa das reuniões da Equipe.

Confira, a letra (com cifras) do Hino Oficial do III Encontro Nacional das Equipes de Nossa Senhora composto pela Equipe de Jundiaí, clicando aqui.

Ouça a canção:

video



III Encontro Nacional das Equipes de Nossa Senhora
Data: 30 de junho a 3 de julho de 2015.
Local: Aparecida (SP)
Tema: “Matrimônio Cristão – festa da alegria e do amor conjugal”, e lema “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5).
Mais informações no site do encontro:


Fonte: Site da Diocese de Jundiaí

domingo, 19 de outubro de 2014

Sínodo: Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização

O Sínodo dos Bispos sobre os desafios pastorais da família (link) teve início na manhã de domingo, dia 5 de Outubro com a Eucaristia presidida pelo Papa Francisco na Basílica Vaticana as 10 horas de Roma. Mas já no sábado no final da tarde,às 18 horas na Praça de S. Pedro aconteceu uma Vigília de Oração e Reflexão que abriu caminho a este percurso sinodal. Uma iniciativa da Conferência Episcopal Italiana na qual participarão os Padres Sinodais.

Abaixo algumas informações esclarecedoras sobre o desenvolvimento dos trabalhos sinodais, oferecidas durante um briefing na Sala de Imprensa da Santa Sé, realizado na última sexta feira, dia 3 de Outubro. Liberdade de expressão e respeito por cada posição deverão caracterizar os trabalhos do Sínodo dos Bispos – esta a principal afirmação do Cardeal Lorenzo Baldisseri, Secretário Geral do Sínodo que liderou os esclarecimentos aos jornalistas.

Uma novidade deve ser destacada: na abertura dos trabalhos em cada dia haverá o testemunho de um casal. Este testemunho terá a duração de cerca 4 minutos. Entre eles, também a experiência de um matrimónio misto entre um muçulmano e uma católica. Na primeira semana, o debate na Sala seguirá a ordem temática do “Documento de trabalho” preparatório. Por exemplo, a 8 e a 9 de outubro, o debate vai concentrar-se nas situações pastorais difíceis e nos desafios que dizem respeito à abertura das famílias à vida.

Uma grande celebração final e particularmente significativa será a missa conclusiva, no domingo, 19 de outubro, às 9h30min, na Praça S. Pedro, que coincidirá com a beatificação de Paulo VI, o Pontífice que em 1965 instituiu a Assembleia Sinodal. O Papa Francisco proporá em cada dia a oração inicial, com outras intervençoes no início e no final dos trabalhos.

Nova também a “máquina de informação” deste Sínodo, que terá um briefing diário sobre o andamento dos trabalhos, na Sala de Imprensa da Santa Sé, em diversas línguas, com a publicação da lista dos Padres Sinodais que se pronunciaram em cada dia e o início de um serviço Twitter com a hashtag #Synod14. Será também publicado um boletim diário com a síntese das comunicações na Sala do Sínodo.

Dois documentos, em particular, são aguardados com expectativa: a publicação da mensagem conclusiva, no sábado 18 de outubro, e o novo “Relatório do Sínodo” que substitui as clássicas “Proposições finais”. Este relatório será apresentado diretamente ao Papa e será tornado público posteriormente. É a primeira vez que um Sínodo se realiza em duas etapas. De facto, em 2014, será realizada somente a primeira parte de um percurso que se concluirá em 2015, com um Sínodo Geral. (JE/RS)

Para textos completos e resumos dos trabalhos do Sínodo, consulte também o Boletim diário da Sala de Imprensa da Santa Sé (aqui).

Fonte: News.va

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Hermelinda e Arturo falam no Sínodo: “As relações sexuais são orientadas à transmissão da vida, mas também ao serviço do amor conjugal”

Casal brasileiro Hermelinda e Arturo fala na 3ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos, convocada pelo papa Francisco, que reflete sobre "os desafios pastorais da família no contexto da evangelização", de 5 a 19 de outubro em Roma.

“O ato sexual é legítimo, querido e abençoado por Deus e o prazer derivado dele contribui para a alegria de viver e para a estrutura da personalidade sadia. Esta expressão do amor, que no princípio pode ser paixão, deve ser cada vez mais humanizada”, afirmaram os cônjuges brasileiros Hermelinda e Arturo Zamperlini, unidos em matrimônio há 41 anos, pais de três filhos e pertencentes ao movimento das Equipes de Nossa Senhora. Atualmente, eles são responsáveis no Brasil pelo movimento que também está presente em outras 70 nações, com 137.200 membros.

O discurso aconteceu no último dia 9, na 3ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos. Veja mais sobre a fala deles: “Os casais que fazem amor expressam com o corpo o que existe nos seus corações. Para se chegar à harmonia, é necessário saber cultivar o desejo e até mesmo um erotismo sadio. O casal não é frutífero só porque gera os filhos, mas porque se ama e, amando, se abre à vida”, disseram os cônjuges, reconhecendo também que “razões justificadas podem levar os esposos a espaçar o nascimento dos filhos, procurando uma maternidade e paternidade responsável”. Por isso, “a continência periódica e a regulação da natalidade baseada na auto-observação se ajustam aos critérios objetivos da moralidade”.

“Dada a gravidade do ambiente em que nos encontramos, temos que admitir sem medo que muitos casais católicos, mesmo os que procuram seriamente viver seu matrimônio, não se sentem obrigados a usar apenas os métodos naturais". E acrescentaram: "No geral, isso não é questionado pelos confessores”.

O casal brasileiro assegurou, baseado na experiência, que os métodos naturais são bons, “mas, na cultura atual, parecem carentes de sentido prático. Os casais, especialmente os jovens, vivem um ritmo de vida que não lhes permite praticar esses métodos, já que eles exigem tempo para a formação e o tempo é um bem escasso no mundo em que vivemos”. O método natural, além disso, é explicado superficialmente e “mal utilizado, ganhando a reputação injusta de ser inseguro e ineficiente”. O método natural “não é seguido pela maioria dos casais católicos”, que, em geral, aceitam o uso de outros anticonceptivos e não veem nisso nenhum problema moral.

“As relações sexuais são orientadas à transmissão da vida, mas também ao serviço do amor conjugal”. Eles citaram, a este respeito, os estudos sobre "A evangelização da sexualidade”, que indicam a disparidade entre a doutrina moral e a prática do casal.

Hermelinda e Arturo concluíram pedindo que os bispos facilitem aos fiéis as grandes diretrizes da pedagogia pastoral para ajudá-los a observar os princípios indicados pela Humanae Vitae, através de um guia seguro e simples que responda às exigências do mundo de hoje.

Elis e André
Eq. 20A - Jundiaí/SP

domingo, 5 de outubro de 2014

Papa convoca o casal Hermelinda e Arturo e cardeais do Brasil para pré-Sínodo

Quatro cardeais, um bispo de rito maronita de São Paulo e um casal de São José dos Campos são os brasileiros que vão participar da 3.ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos, convocada pelo papa Francisco, que reunirá 253 representantes para refletir sobre "os desafios pastorais da família no contexto da evangelização", de hoje até o dia 19, no Vaticano.

Entre os temas propostos no Instrumento de Trabalho, preparado com base em um questionário enviado pelo Vaticano a todas as dioceses, destacam-se os casais divorciados em segundo casamento e a união homoafetiva.

Os cardeais brasileiros são d. Raymundo Damasceno Assis, d. Odilo Pedro Scherer, d. João Orani Tempesta e d. João Braz Aviz, da Cúria Romana. Além deles, o papa convocou o eparca da Eparquia Maronita de Nossa Senhora do Líbano, d. Edgard Amine Madi, e o casal responsável pelas equipes de Nossa Senhora no Brasil, o engenheiro químico Arturo e sua mulher, a dentista Hermelinda Zamberline.

Nenhuma decisão será tomada, segundo d. Damasceno, mas serão abertas discussões para o encontro de 2015. A partir das propostas dos bispos, Francisco dará suas orientações em uma exortação apostólica pós-sinodal. O papa presidirá as sessões da assembleia, sendo substituído em sua ausência pelos três presidentes delegados.

Arturo, Hermelinda e D. Damasceno
Arturo, de 65 anos, e Hermelinda, de 62, estarão entre 14 casais que participarão do Sínodo como auditores. Eles também terão exatos quatro minutos para dar sua opinião. "Vamos falar sobre a vida, dentro dos princípios da doutrina da Igreja", disse Arturo. Eventualmente, poderão opinar sobre outros itens.

Os participantes da assembleia se debruçarão sobre os itens do questionário respondido pelas Conferências Episcopais que compõem o Instrumento de Trabalho - ou Instrumentum Laboris, redigido em latim. Divido em quatro partes, o texto apresenta em 159 artigos um elenco dos problemas e desafios que a Igreja enfrenta na evangelização da família. Os bispos de cada continente descrevem a realidade de suas regiões e enumeram sugestões para a pastoral. Abusos sexuais, separação de casais, acesso de descasados aos sacramentos e a situação dos homossexuais na comunidade católica são alguns dos itens abordados nos questionários. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ENS Jundiai realizam seu 2º Retiro Anual de 2014

Nos dias 26, 27 e 28 de Setembro, 32 casais dos setores A e B, se reuniram na Centro de Convivência Mãe do Bom Conselho (Irmãs Agostinianas), em Jundiaí, para participar do Retiro Anual. Este é um dos 6 pontos concretos de esforço (PCE) que os equipistas são convidados a cumprir, anualmente, em casal. Foi conduzido por Dom Valter Carrijo, 80 anos, Bispo emérito de Brejo/MA que tem uma forte ligação com Jundiaí por ter trabalhado cerca de 25 anos na cidade (no inicio da sua vida sacerdotal) onde, inclusive, foi conselheiro espiritual de algumas equipes. Depois de muitos anos fora ele voltou e foi calorosamente saudado pelos equipistas daquela época, que puderam, ao vê-lo, recordar muitos bons momentos das Equipes de Nossa Senhora na cidade.

O retiro começou na sexta-feira as 19hrs, com a acolhida dos casais e jantar. Logo depois, os casais foram à capela para um breve momento de catequese sobre o Sacramento da Confissão e o Ato Penitencial, que preparou os casais para o momento das confissões. Pe. Julio (SCE Eq. 18A), Pe. Bruno (SCE Eq. 23A) e Pe. Jonatas (SCE Eq. 20A) vieram para ajudar D. Valter neste momento. Após as confissões, os casais foram orientados a irem para os quartos em silêncio.

No sábado, as catequeses de D. Valter, os desertos individuais e em casal, o momentos do dever de sentar-se e a adoração ao Santíssimo Sacramento foram os pontos altos. O silêncio foi motivado ao longo do dia, de forma que os casais estivesses realmente em clima de retiro, afinal, a agitação e a conversa paralela tornam muito mais difícil de "ouvir o que o Senhor quer nos dizer".

Na manhã de domingo tivemos mais catequeses cativantes e profundas de Dom Valter e mais um momento de deserto em casal, antes da Santa Missa que encerrou o retiro e enviou os casais de volta aos seus lares e à sua missão.

A avaliação deste retiro foi extremamente positiva. Nomeado como "o retiro do amor", estes dias contribuíram muito para a vida conjugal dos casais presentes. Foram momentos de graça e de encontro de almas com Cristo.

Demos glórias a Deus por este 2º Retiro Anual das Equipes de Nossa Senhora!

Érica e Wilson
Eq. 18A - Jundiai/SP


As fotos destes dias estão aqui.




quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Formação do novo Setor Jundiaí A (2015/2017)

Foi divulgado nesta quarta-feira, 01/10/14, a nova configuração do Setor Jundiaí A, para o triênio 2015/2017. O setor, que atualmente conta com 19 equipes e 1 pilotagem, terá 8 Casais de Ligação, além do Casal Expansão.

Confira a formação:

Clique para ampliar

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Concluída a primeira etapa da causa de santificação do Pe. Caffarel

Queridos Casais e Conselheiros Espirituais,

O Movimento das ENS vive uma grande alegria no anúncio do encerramento da primeira etapa da causa de canonização do Padre Caffarel. A 18 de Outubro deste ano realizou-se a Sessão de Encerramento do Inquérito Diocesano que marca o final da primeira etapa do processo de canonização do Pe. Caffarel. A cerimônia oficial foi realizada na Igreja Saint-Augustin, em Paris, e foi composta por duas partes, ambas revestidas de todo o espírito de simplicidade e de humildade, virtudes tão caras ao nosso Fundador.

A primeira, cerimônia canônica, foi na cripta da Igreja, e foi presidida pelo mgr de Moulins-Beaufort, bispo auxiliar de Paris, com a presença das entidades e convidados oficiais. A segunda, celebração eucarística de Ação de Graças foi realizada às 16h30 na Igreja S. Augustin. Foi organizada pela SR França e foram convidados todos os equipistas que pudessem estar presentes.

“Cada ser humano é único, e única é a santidade a que foi chamado”
Pe. H. Caffarel


Tó e José Moura Soares
Coordenador da ERI

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Setor B realiza 1º Almoço Beneficente

No último dia 7 de setembro, no salão Paroquial da Igreja da Vila Arens, em Jundiaí, aconteceu o almoço promovido e realizado pelos integrantes das Equipes de Nossa Senhora Setor Jundiaí B.

O evento reuniu aproximadamente 600 pessoas para saborear um almoço maravilhoso. Esse foi o primeiro almoço realizado pelas Equipes de Nossa Senhora e todas as expectativas foram superadas, chegando ao final do evento com um resultado muito positivo em todos os aspectos, principalmente o de integração das famílias. Foi um domingo muito especial!

Além das comidinhas deliciosas, contou também com saborosos doces, doados pelas próprias Equipes.

Quem não teve a oportunidade de participar, aguarde, ano que vem tem mais!

Depoimentos:

"A nossa família participou do almoço organizado pelos integrantes das Equipes de Nossa Senhora e ficamos muito felizes com o resultado. Achamos o ambiente muito agradável, um cardápio que foi impossível não repetir, além do carinho e o empenho de todos os envolvidos no evento. Parabéns a todos os organizadores e, principalmente aos que estiveram envolvidos diretamente na realização do evento no domingo. Agora esperamos que o almoço se torne uma tradição na cidade, ou seja, todo ano, temos o Almoço das Equipes de Nossa Senhora e lá estaremos nós novamente." (Danielle e Adailton Moraes)

"Tudo ótimo, recepção acolhedora, comida deliciosa, pessoas trabalhando com vontade, tem tudo para virar tradição! Aprovadíssimo! Até o ano que vem!" (Natalia e Alex Furquim)

As fotos deste dia estão aqui.

Lissandra e Alessandro
Equipe 13B - Jundiai/SP

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Mutirão do Setor A fala de Eucaristia e Peregrinação

O Setor A realizou no último sábado, 6 de setembro, o tradicional Mutirão das ENS. Este é o nome dado para mobilizações coletivas a um fim, baseando-se na ajuda mútua prestada gratuitamente, designa qualquer iniciativa coletiva para a execução a um serviço.

O tema abordado nesse ano foi Eucaristia e Peregrinação. O princípio desse tema é desenvolver, fazer que cada casal seja sensibilizado, cresça na palavra e possa cada vez mais entender a unidade de nossa Igreja Cristã. Oremos a Deus pelo movimento das ENS e que cada casal sinta-se amado e protegido. Sábios para cuidar de nossa igreja e descubram uma renovada paixão em suas comunidades.

Cada equipe teve oito minutos para abordar o seu tema. Apresentações, músicas, repetição, história e testemunho foram utilizados para que a mensagem fosse passada aos presentes. As equipes participaram ativamente, o que tornou o mutirão um momento único e sem dúvida nos fortalecemos na fé e com cada palavra mencionada.

Eventos como este, promovem o crescimento da fé e refletem positivamente em nossas famílias, base da sociedade. Juntos nos voltemos para DEUS e nos seus ensinamentos encontremos o necessário para uma transformação de nossa vida ,nas atitudes e práticas da comunidade cristã.
Muito obrigado a todos pela perseverança e gratuidade.

Equipes 11A e 14A
(equipes organizadoras do evento)

Veja as fotos do encontro!

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

ENS Jundiaí realiza primeiro retiro anual

O primeiro retiro das Equipes de Nossa Senhora de 2014 aconteceu no último final de semana de agosto, 29 a 31, e teve o privilégio de contar com o padre José Alem, de Campinas, como pregador. O tema foi "Ousar o Evangelho - Coragem de viver, crer e amar". Utilizamos o livro desse ano como base e estudamos a fundo cada um dos Evangelhos propostos no livro.

Ele iniciou o retiro na sexta feira à noite com algumas explicações gerais do tema e se ateve mais em considerações importantes e esclarecedoras sobre o retiro, para que fosse bem vivido.

Ensinou que retiro, como diz a palavra, é retirar-se. Retirar-se do mundo, dos problemas, silenciar. Estar vazio de todas as coisas exteriores, como interiores para ver Deus, como ensinou São João da Cruz. Explicou também que as condições para um bom retiro são a força do Espírito Santo, a boa disposição dos retirantes, a ação discreta e humilde do pregador e, por fim, a colaboração de todos.

Definiu o papel do retiro como uma experiência de graça e recolhimento, além de ser um PCE (Ponto Concreto de Esforço) e a importância dele para a busca do equilíbrio entre a carne e o espírito.


Ressaltou a importância da família como fonte de esperança, pois, até Deus se utilizou de uma família, a Sagrada Família; do viver a alegria da fé na família e também de aprofundar a nossa vida de equipe, também nossa "família". O pregador frisou inúmeras vezes a importância do SILÊNCIO para uma vida melhor, em todos os seus sentidos e nos deu algumas oportunidades durante o retiro de estarmos sós, no silêncio, meditando o que havia sido falado.

Fez alguns apontamentos importantíssimos de orientação da vida atual como, por exemplo, quando dizemos que temos fé, mas, ao invés de convertermos o mundo nós nos deixarmos ser convertidos por ele; que hoje a humanidade está perdendo o sentido da vida comprovadamente por estudos (85% das pessoas pensam assim) porque não param para ouvir a Deus, para segui-lo; das vezes que damos contra testemunhos da nossa fé e, por último, da importância da palavra de Deus na vida de qualquer pessoa, independentemente das ENS ou de regra de vida.

Fomos agraciados com momentos de oração (todas as manhãs e noites), com a Santa Missa no sábado e no domingo, o Santo Terço Luminoso no sábado à noite, para encerrar o dia juntamente com um momento de Maria. Além disso, também tivemos a oportunidade de fazermos uma reunião mista no sábado a tarde, que foi muito rica de testemunhos, de vida em equipe.

No domingo de manhã o padre nos deu dicas valiosas sobre como fazer uma regra de vida. Dentre elas, destacou a importância de ser algo pequeno e específico (como por exemplo: não vou mais maltratar ninguém, isso é genérico! Agora, dizer eu vou tratar meu cônjuge com mais carinho e atenção, isso é específico e pode ser uma regra de vida) e deve ser mantido até que isso tenha entrado na sua vida no cotidiano. Daí é importante colocar outra regra. E encerrou o retiro com a Santa Missa presidida por ele e cocelebrada pelo padre Samuel.

Veja mais fotos do retiro!

Dani e Mayron
Eq. 20A - Jundiai/SP

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Almoço das ENS

No dia 07 de Setembro (domingo) o Setor Jundiaí B está promovendo um delicioso almoço de confraternização das Equipes de Nossa Senhora.

Gostaríamos muito de contar com a presença de vocês e seus familiares, para passarmos alguns momentos agradáveis juntos.

Os detalhes deste evento, podem ser conferidos no modelo abaixo:



Os convites poderão ser adquiridos com os casais abaixo e poderão ser pagos em até 2 vezes.

Claudia e Moisés – Eq. 15B
Res: 4817-0022 (após 18 hs)
Cel Claudia: 96473-4950
Cel Moisés: 99967-8263

Nadir e Carlos – Eq. 3B
Res: 4587-7143
Cel Carlos: 98421-7844


Contamos com vocês. Fiquem com Deus.

Eliana e Luiz Roberto
CRS Jundiaí B


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Encerramento da Semana Diocesana da Família

Neste último domingo, 24 de Agosto, tivemos a oportunidade de participar do encerramento da Semana Diocesana da Família, com uma celebração Eucarística presidida por Dom Vicente Costa - Bispo Diocesano de Jundiaí - no Parque da Cidade. O objetivo era reunir pastorais e movimentos para uma tarde diferente, enfatizada pelo grande número de fiéis presentes, através do tema "A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo".

Foto: Seminarista Ewerton

Foram momentos de muita emoção e devoção ao nosso Senhor Jesus Cristo. Representantes de toda Diocese, inclusive dos municípios vizinhos, participaram ativamente, defendendo a base da nossa sociedade: a família. Os representantes dos movimentos, pastorais e demais leigos fizeram uma grande festa cristã.

As Equipes de Nossa Senhora esteve representada neste evento por vários casais, que podiam ser identificados pelas camisetas azuis com a logo do movimento.

Durante a semana que precedeu o domingo, tivemos uma programação muito intensa com os seguintes temas: "A religiosidade e piedade populares no exercício da espiritualidade cristã", "Família, Igreja doméstica: lugar especial da espiritualidade", "Hora Santa com Casais em segunda União Estável", "Momentos difíceis da família", "A prática espiritual do casal: comunhão e fidelidade", dentre outros.

Assim encerrou-se mais uma Semana Diocesana das Famílias, na alegria da celebração da fé!

Eda e Inácio
Eq. 11A - Jundiai/SP

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Papa Francisco, em seus discursos e mensagens no Twitter, deixa sete conselhos para as famílias

1 – Diálogo entre mãe e filhos
O espírito de amor que reina numa família guia tanto a mãe quanto o filho nos seus diálogos, nos quais se ensina e aprende, se corrige e valoriza o que é bom.

2 – Não dormir sem se reconciliar
Não acabeis o dia sem fazer as pazes. A paz se faz, de novo, a cada dia em família. Um “desculpe-me” e assim se recomeça. “Com licença”, “obrigado” e “desculpe-me”! Podemos dizê-los juntos? Pratiquemos essas três palavras em família, perdoando-se a cada dia!

3 – Trocai afetos entre si
“A família é o lugar onde nós recebemos o nome, é o lugar dos afetos, o espaço de intimidade onde se aprende a arte do diálogo e da comunicação interpessoal”.

4 – Visitar os santuários e locais de peregrinação
«Caminhar juntos para os santuários e participar em outras manifestações da piedade popular, levando também os filhos ou convidando outras pessoas, é em si mesmo um gesto evangelizador». Não coarctemos nem pretendamos controlar essa força missionária.

5 – Ler juntos o Evangelho
“Seria maravilhoso rezar juntos em família o terço. A oração faz com que a vida familiar torne-se ainda mais sólida.” Twitter de 6 de maio de 2013

“Uma família iluminada pelo Evangelho é uma escola de vida cristã. Nela se aprende fidelidade, paciência e sacrifício.” Twitter 10 de maio de 2014

6- Cultivar relações sadias
Conscientes de que o amor familiar enobrece tudo o que o homem faz e lhe dá um valor agregado, é importante incentivar as famílias a cultivarem relações sadias entre seus membros, como dizer uns aos outros “perdão”, obrigada”, “por favor” e dirigir-se a Deus com o belo nome de Pai.

7- Esposos cristãos, testemunhem seu matrimônio
Por um ato de amor livre e fiel, os esposos cristãos testemunham que o matrimônio, por ser sacramento, é a base onde se funda a família e faz mais sólida a união dos cônjuges e sua entrega recíproca.

fonte - Canção Nova

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Missa de Abertura da Semana da Família

A missa de abertura da Semana Diocesana da Família, que este ano tem como tema "A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo", aconteceu no último dia 17/08, domingo, na Paróquia Santo Antônio - Anhangabaú.

Como estava programado, nesta celebração houve o acolhimento das paróquias com Imagens Peregrinas, Movimentos Familiares e Pastorais.

Nosso movimento esteve representado pelo casal Lucia e Tetsuo (Eq. 12A), que levou um banner das ENS ao altar, simbolizando todos nós, equipistas jundiaienses.

A Semana da Família na Diocese de Jundiaí, está acontecendo de 17 a 24 de Agosto de 2014, com eventos diários que buscam reforçar a importância da família para a sociedade e para o mundo.

Confira a programação completa clicando aqui.

Lembramos mais uma vez, que neste dia 24/08, domingo, as 14 horas, por ocasião do encerramento desta Semana, teremos um Encontro Diocesano das Famílias no Parque da Cidade, com Celebração Eucarística presidida por Dom Vicente Costa, bispo de Jundiai. As famílias equipistas estão convocadas a estarem neste evento, mostrando a força do nosso movimento.


domingo, 17 de agosto de 2014

Qual a vontade de Deus para a família?

“É no seio da família que os pais são para os filhos, pela palavra e pelo exemplo… os primeiros mestres da fé”. LG, 11

Deus nos criou para viver em família. Ele mesmo é uma Família, Três Pessoas distintas em uma única natureza, e quis que de certa forma isso se reproduzisse na Terra, em cada lar. Quando o Catecismo fala da família, começa dizendo que:

“A família cristã é uma comunhão de pessoas, vestígio e imagem da comunhão do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Sua atividade procriadora e educadora é o reflexo da obra criadora do Pai”. CIC, § 2205

Deus quis a família como a base da humanidade; por isso, se a família se destruir, se desviando do caminho de Deus, como tem feito, a sociedade sofrerá muito; como já tem sofrido. Por que tantas crianças e jovens estão sofrendo, muitos criados longe dos pais, carentes do seu amor? Por que muitos estão no mundo da violência, das drogas, nas cadeias? Certamente por falta de uma boa família.

Então, para o cristão, filho ou pai, fazer a vontade de Deus é cuidar da família como algo sagrado, instituído por Deus para nela sermos felizes. O Papa João Paulo II disse que a família é o “Santuário da vida”; isto é, o lugar sagrado onde a vida acontece: é gerada por amor, criada por amor, defendida com amor; protegida dos males do mundo, etc. Numa verdadeira família segundo o coração de Deus, não há lugar para as loucuras do aborto, eutanásia, brigas, divórcios, etc.

São Paulo diz algo muito sério: “Quem se descuida dos seus, e principalmente dos de sua própria família, é um renegado, pior que um infiel” (1Tm 5,8).

É vontade de Deus que cada um de nós defenda os valores sagrados da família. O Papa João Paulo II disse na “Carta às Famílias”, que os inimigos de Deus não podendo destrui-Lo, então, tentam destruir sua obra mais importante, a família.

Os que atentam contra os valores sagrados da família: indissolubilidade do matrimônio, fidelidade conjugal, fertilidade, etc., atentam contra Deus. Os que pregam a defesa dos casamentos de pessoas do mesmo sexo, dos úteros de aluguel, das experiências com embriões, da concepção “in-vitro” (bebê de proveta), da limitação da natalidade por quaisquer meios, estão contra a vontade de Deus.

Vivendo na família de Nazaré, Jesus nos ensinou a importância da submissão e obediência dos filhos aos pais. Ele, mesmo sendo Deus, se fez obediente àqueles que Ele mesmo criou e escolheu para seus pais. Cumpriu em tudo o quarto mandamento que manda “honrar” os pais. Mais do que ninguém obedeceu à Palavra de Deus que diz:

Foi no seio da família que o Menino Jesus foi preparado para a grande missão de Salvador dos homens. A família é a grande escola da vida, é o educandário do amor, da fé, da justiça, da paz e da santidade.

O filho que foi amado e querido por seus pais, até o fim da sua adolescência, jamais será desequilibrado, carente, ou perigoso para a sociedade.

O Catecismo diz que a família “é a sociedade natural onde o homem e a mulher são chamados ao dom de si no amor e no dom da vida. A família é a comunidade na qual, desde a infância, se podem assimilar os valores morais, em que se pode começar a honrar a Deus e a usar corretamente a liberdade. A vida em família é iniciação para a vida em sociedade” CIC, §2207.

“É no seio da família que os pais são para os filhos, pela palavra e pelo exemplo… os primeiros mestres da fé”, ensina a Igreja (LG, 11).

Para os pais, a vida conjugal é uma oportunidade riquíssima de santificação, na medida em que, a todo instante, precisam lutar contra o próprio egoísmo, soberba, orgulho, desejo de dominação, etc., para se tornar, com o outro, aquilo que é o sentido do matrimônio: “uma só carne”, uma só vida, sem divisões, mentiras, fingimentos, tapeações, birras, azedumes, mau-humor, reclamações, lamúrias, etc.

A luta diária e constante para ser “exemplo para os filhos”, para manter a fidelidade ao outro, para “vencer-se a si mesmo”, a fim de se construir um lar maduro e santo, faz com que caminhemos para a na nossa santificação.

Além do mais, o conhecimento profundo do “mistério do outro”, a luta para aceitá-lo e entendê-lo, para ajudá-lo a crescer, a paciência, o perdão dado, as renúncias de cada dia, a atenção com o outro para vencer a frieza e a monotonia, o cuidado do lar, da roupa, da comida, do estudo dos filhos, etc., tudo isso é fazer a vontade de Deus e leva à santidade. Deus assim fez do casamento uma grande escola de santidade. A casa deve ser para o casal e os filhos o que o mosteiro é para o monge.


Sugestão do casal Cida e Moacir
Eq. 4B - Jundiai/SP

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Novo Casal Responsável do Setor Jundiaí A

À Província SUL I e Região SP SUL II.

É com imensa alegria que comunicamos que o casal Érica e Wilson deu seu "SIM" para Deus e para o movimento, aceitando a missão de Casal Responsável do Setor Jundiaí A.

Queremos louvar a agradecer à Deus as maravilhas que Ele faz em nossas vidas!

Pedimos a intercessão de Nossa Senhora Aparecida para que ela seja para eles o verdadeiro testemunho do "Servir com Amor".

Abraços e que Deus os abençoe, amém!

Katia e Alexandre
CRR SP Sul II

-----------------------------------------------------------

Hoje estamos em festa pois, com muita alegria, apresentamos ao movimento das Equipes de Nossa Senhora o casal Érica e Wilson que, com as bênçãos de Deus e a intercessão de nossa mãe Maria, irão conduzir o Setor A de Jundiaí, no triênio 2015-2017.

Recebam nosso carinho e nossas orações.

Angela e Vail
CRS Jundiaí A

-----------------------------------------------------------

Queridos irmãos, 

Foi com um misto de surpresa, medo e alegria que recebemos o convite para assumirmos a missão de Casal Responsável do Setor Jundiaí A. Sabemos que no movimento amar é servir, tanto que sabiamente, existe a rotatividade de cargos e responsabilidades. Na nossa noite do Discernimento (24/Junho), o Pe. Márcio Felipe (SCE Setor A), diante do Santíssimo Sacramento, deixou isso bem claro e, perante tudo que ouvimos e rezamos, não somos capazes de dizer NÃO ao chamado, que vem através de homens, mas é feito por Deus.

Apesar da nossa fraqueza, temor e insegurança, cremos que ao nos chamar, o Senhor nos capacita! É crendo nisso que nos colocamos a serviço. Entregamos nossos medos ao Pai, para que ele transforme em ações. Sabemos que temos ainda a intercessão da Santa Mãe de Deus e nossa, nos sustentando a fé e apresentando nossos planos ao Filho.

Após nosso SIM, com a permissão do Casal Regional, procuramos o SCE da nossa equipe de base (18A), apresentamos nossos sentimentos e intenções, e o convidamos a assumir conosco esta missão, sendo o Conselheiro Espiritual do próximo Setor. Para nossa alegria, ele também disse SIM! Obrigado Pe. Julio de Freitas! Seu apoio será de grande importância para nós.

Além da graça da missão, vinda de Deus, agradecemos a confiança de todos os nossos irmãos de movimento: nosso CR Regional, Kátia e Alexandre, do nosso querido CR de Setor, Vail e Angela, do grupo que formamos nestes 3 anos de Setor A, e de maneira especial, aos nossos irmãos de equipe de base, que imediatamente se uniram a nós em orações e preces.

Contamos com as orações de todos que lerem este comunicado, pois estas nos sustentarão! E que nosso SIM seja agradável ao Todo Poderoso, que faz em nós maravilhas!

Um abraço fraterno,

Érica e Wilson
CL - Setor Jundiaí A





terça-feira, 5 de agosto de 2014

Encontro de formação: ‘Uma bênção a mais de Deus’

Padre Enéas de Camargo Bête, da Paróquia Cristo Rei (Salto/SP), foi o pregador da Formação Nível I, para a Região São Paulo Sul II das Equipes de Nossa Senhora, no último final de semana, dias 2 e 3 de agosto. O encontro reuniu quase 30 casais dos setores de Jundiaí, Votorantim, Itu, Porto Feliz e Sorocaba, na Casa São Carlos, na Colônia, em Jundiaí. 

Foram dois dias mergulhados nos documentos e preceitos da Igreja Católica. O assunto, embora teórico e difícil, acabou se transformando em algo mais simples do que a maioria imaginou. Padre Enéas não foi apenas um formador, foi um esclarecedor de pontos importantes do nosso catecismo, com explicações claras e didáticas sobre temas nem sempre tratados de forma pastoral.

A formação iniciou no sábado e após a celebração da manhã, o sacerdote falou sobre Deus, sobre a criação, e ao final do dia, tratou do tema ‘anjos’ e ‘demônio’, o que causou muito interesse de quem participava.

O encontro teve ainda renovação dos votos do matrimônio, na capela, que emocionou também muito os participantes presentes. Após esse delicado momento, uma pequena confraternização integrou ainda mais o grupo. No domingo, padre Enéas encerrou o retiro falando de Maria e seus dogmas.

As irmãs scalabrinianas, que tomam conta da casa de hospedagem e que acolheram tão bem o grupo de equipistas, comentaram com os organizadores sobre a sintonia dos casais e a bênção que foi a formação. Com certeza todos que participaram saíram do local empenhados em passar à cada equipe os ensinamentos de padre Enéas.

Hanaí e Eli
Equipe 12A - Jundiai/SP

----------------------------------------------------------------------------

Amados irmãos em Cristo, neste último final de semana participamos de um encontro de Formação Nível I - Ser Cristão. Voltamos surpreendidos com a beleza e conhecimento que Deus havia nos preparado. Padre Enéas, nosso pregador, nos deixou "querendo o céu"; nos animou a buscar a santidade no matrimônio e em família e nos alertou sobre as "provocações contra a fé".

Louvamos a Deus pela vida e vocação do Padre Enéas, pela disponibilidade e carinho da equipe organizadora e aguardamos ansiosos por novos momentos de formação. 

Edsonia e Ricardo 
Equipe 8A - Jundiai/SP

----------------------------------------------------------------------------

Nos dias 02 e 03 de Agosto participamos da Formação Nível I - Ser Cristão - aqui em Jundiai, ministrada pelo amado padre Enéas de Camargo Bete, onde pudemos aprender mais sobre a nossa vida com Deus. As palestras foram extraordinárias!

Obrigada aos setores Jundiai A e B que comandaram essa inesquecível experiência!

"A busca de Deus e' a busca da felicidade, o encontro com Deus é a própria felicidade." Santo Agostinho.

Lissandra e Alessandro
Equipe 13B - Jundiai/SP

----------------------------------------------------------------------------

As fotos deste evento, feitas pelo casal Elis e André (Eq. 20A) estão aqui.
Também temos mais fotos feitas pelo casal Lissandra e Alessandro (Eq. 13B), que estão aqui.

Os vídeos e apresentações, estão disponíveis aqui.

----------------------------------------------------------------------------

Semana Diocesana da Família 2014

Queridos irmãos em Cristo,

Como membros da Comissão Diocesana para Vida e Família, gostaríamos de divulgar aos casais equipistas a programação da SEMANA DIOCESANA da FAMÍLIA, que será realizada neste mês de Agosto, do dia 17 ao dia 24.

Gostaríamos de destacar a importância da presença do Movimento neste evento, inclusive, usando a camiseta das ENS. Esta presença está sendo cobrada pela Pastoral Familiar Diocesana. 

Segue abaixo a programação oficial da Diocese de Jundiaí, nesta semana:

Clique para ampliar
Programem-se e compareçam!

Paz e Bem.

Nice e Sérgio
Equipe 3A - Jundiai/SP

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

IV Noite do Queijo e Vinho

Com muita alegria, nesse último sábado, dia 02 de Agosto, realizamos nossa "IV Noite do Queijo e Vinho" com a equipe do Setor Jundiaí B 2011/2013, na residência do casal Margareth e Sérgio.

Ao longo de nossa responsabilidade nas Equipes de Nossa Senhora, trabalhando para Deus dentro da Colegialidade, cultivamos uma gostosa e franca amizade com os casais que nos acompanharam.

Mais do que um método, a colegialidade é um estado de espírito, que caracteriza as práticas do nosso Movimento para que encontremos juntos qual é a vontade de Deus, que nos assegurou permanentemente o equilíbrio entre a responsabilidade e a colegialidade, gerando uma verdadeira comunhão.

Ficamos muito felizes por nos encontrarmos mais uma vez com esses equipistas amados como irmãos.

Agradecemos a Deus por, acabada a nossa missão, continuarmos nutrindo essa amizade!

Sanderli e Toninho
Equipe 5B - Jundiaí/SP

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Reuniões Horizontais

No último dia 05/07, as Equipes 08,14 e 17 do Setor A, encontraram-se para uma reunião horizontal. O evento realizou-se na casa do casal Rosa Maria e Alfredo Pauletti que recebeu a todos com muita atenção e carinho. O Conselheiro Espiritual da Equipe 08, Dom Enrico Crippa, celebrou a Santa Missa solenemente, fazendo uma homilia muito tocante, principalmente em relação ao papel da família nos dias de hoje.

As equipes compareceram e levaram seus filhos para se confraternizarem também, saboreamos um delicioso churrasquinho e os pratos levados pelos casais. Houve ainda um momento muito bom no qual cantamos e dançamos embalados pelos músicos da Equipe 17.

Tudo transcorreu num clima muito bom de alegria e amizade. Foi ótimo para nos conhecermos mais e percebermos como o movimento das ENS agregam famílias a as ajudam a viver como Jesus ensinou: em comunhão uns com os outros.

As fotos deste dia estão aqui.

Agradecemos a Deus por mais esse momento vivido nas ENS.

Cleide e Sergio
Casal Ligação - Setor Jundiai A


-----------------------------------------------


Nossa reunião horizontal com as equipes 2, 3 e 6 do Setor A, foi realizada no dia 06/07/14, na residência do casal Neusa e Roberto Losqui. 

Obrigado pela oportunidade mais uma vez, que o nosso crescimento seja sempre acompanhado e iluminado pelo nosso Senhor JESUS CRISTO.

Abraços.

Eda e Inacio
Casal Ligação - Setor Jundiai A


-----------------------------------------------

Com muita alegria, na manhã dia 18/05 (domingo) reunimos as equipes 12 e 19 do Setor A para nossa Reunião Horizontal, na Chácara da Gelodrink. Os casais compareceram em sua maioria! Partilhamos da Palavra de Deus, meditamos e trocamos algumas informações. Para celebrar este encontro, após a parte espiritual da Reunião, saboreamos um churrasco e pudemos ter a graça de viver momentos de verdadeira comunidade cristã com a presença também do nosso Casal Responsável de Setor, Angela e Vail.

A metodologia das ENS nos propiciam grandes alegrias entre irmãos! Somos gratos pela oportunidade de viver e conviver com pessoas especiais e que buscam o mesmo objetivo, a santidade conjugal e a valorização da família.

Que o Senhor nos fortaleça na fé e na perseverança.

Érica e Wilson
Casal Ligação - Setor Jundiai A




-----------------------------------------------


No dia 30 de Maio de 2014, reunimos as equipes 1, 4 e 18 do Setor Jundiaí A, na residência do casal Simone e Mauricio Fossen, para nossa Reunião Horizontal. As equipes compareceram em quase sua totalidade e tudo aconteceu em clima extremamente agradável e fraterno.

Seguimos um roteiro previamente elaborado, que nos conduziu por momentos de oração, meditação e perguntas/respostas. 

Os casais - de diferentes faixas etárias - sentiram a riqueza deste momento, pela grande troca de experiências que aconteceu. Assuntos profundos e bastante sérios, foram discutidos norteados pela Palavra de Deus.

Louvado seja Deus por esta oportunidade de crescimento em equipe.

Maria Clara e Antonio Luiz
Casal Ligação - Setor Jundiaí A