domingo, 30 de outubro de 2011

Reunião de Balanço

“... se alguém de vocês quer construir uma torre, será que não vai primeiro sentar-se e calcular os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? 
Caso contrário, lançará o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso, começarão a caçoar, dizendo: ‘Esse homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’” (Lc 14, 28-30)

Numa vida de Equipe, entre os vários meios de vivência das Equipes está a reunião anual de balanço. “A última reunião do ano equipista é uma reunião de balanço. Ela proporciona a todos os componentes do grupo a oportunidade de refletir e de dar sua opinião, abertamente e com espírito cristão, sobre a situação da equipe (sua caminhada, seus progressos ao longo do ano que termina) e preparar o ano seguinte. Não se pode esquecer que o mais importante é buscar a vontade de Deus para o casal e para a equipe e discernir seu apelo para viver, mais autenticamente, o amor caridade, que é a alma de toda a comunidade cristã.” (Guia das ENS, 31).

O balanço bem feito, humilde e transparente nos ajuda a identificar os pontos frágeis e fortes da caminhada de equipe, permitindo fazer um planejamento futuro real, capaz de proporcionar um crescimento qualitativo dentro daquilo que propõe o Movimento: Estar a serviço dos casais numa dinâmica de crescimento na vivência da espiritualidade conjugal. “As equipes têm que ser ao mesmo tempo um Movimento de iniciação e de aperfeiçoamento” (Centelhas de sua mensagem, p. 47).

Vivemos um ano jubilar riquíssimo no Brasil, nas Regiões. Debruçamo-nos sobre um tema de estudo muito profundo que nos fez refletir sobre a vida matrimonial de casais equipistas. A partir das questões propostas para o nosso balanço, numa perspectiva de crescimento futuro, busquemos testemunhar cada vez mais o amor de Deus a partir da nossa vida conjugal, dom gratuito da graça que nos cumula o Espírito Santo. Na nossa reunião Jesus está sempre no centro a nos escutar. De corações abertos digamos o que fizemos, como os discípulos a Jesus (cf. Lc 10, 17-20).

Um carinhoso abraço. No Coração de Jesus,

Pe. Miguel Batista, SCJ
SCE Super-Região Brasil

* Texto extraído da Carta Mensal de Novembro/2010

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Até que a morte os separe...

Um casal de idosos casados há 72 anos morreu de mãos dadas nesta quarta-feira, 19, em Des Moines, cidade do Estado americano de Iowa, informa o site do grupo MSNBC. Os dois americanos haviam sofrido um acidente de carro no último dia 12.

Norma Stock, 90, e Gordon Yeager, 94, morreram de mãos dadas na unidade de tratamento intensivo do hospital, disse um dos quatro filhos do casal. O intervalo de morte entre os dois foi de apenas 70 minutos. "Eles acreditavam no casamento 'até que a morte os separasse'", disse Dennis Yeagar.

O filho do casal afirmou à televisão local que seus pais nunca gostaram de ficar separados desde o casamento - em 26 de maio de 1939. A família, porém, ficou feliz em saber que os dois passaram seus últimos momentos juntos. "Eles foram colocados no mesmo quarto de tratamento intensivo e estavam de mãos dadas", disse Dennis.

Gordon morreu às 15h38 locais, cercado pelos parentes. Ele havia parado de respirar, mas o monitor mostrava batimentos cardíacos. A enfermeira responsável pelo casal, porém, explicou aos filhos que a pulsação do coração de Norma refletia no corpo do marido, justamente pelo fato de estarem de mãos dadas. Pouco mais de uma hora depois, a americana não resistiu.

"Nenhum dos dois ia querer ter ficado sem o outro. Não consigo pensar se isso aconteceria", disse Donna, outra filha do casal. "Honestamente, fomos abençoados que eles puderam partir desta forma", completou.



* Texto extraído do site www.estadao.com.br




terça-feira, 18 de outubro de 2011

Rito de eleição de novo Casal Responsável de Equipe

Como sabemos, Outubro é mês de eleger novos Casais Responsáveis para cuidar das nossas Equipes no próximo ano. A eleição acontece nas próprias Reuniões Mensais, através de votos individuais. É o Conselheiro Espiritual quem apura o resultado e anuncia o casal eleito.

Recebemos um e-mail dos nossos irmãos equipistas Vilma e João Paulo, da Equipe 7B, com uma sugestão de Rito para esta eleição, contendo lindos passos como: Entronização da Padroeira, Preces, Renovação dos Compromissos dos Casais, Oração Preparatória para Votação e Mensagem para o Novo Casal. Se você quer ver esse Rito, clique aqui.


Lembramos que também deixaremos o arquivo disponível para visualização e/ou download na nossa seção DOCUMENTOS.

Aos Casais Eleitos, programem-se:
  • Dia 19/11/11 - Das 08h as 17h - Pré EACRE
  • Dia 02/12/11 - As 20h - Missa de Posse
  • Dias 11 e 12/02/2012 - EACRE


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Nancy e Pedro - Os precursores das ENS no Brasil

Pedro Moncau nasceu em São Paulo no dia 01/07/1899, filho de mãe francesa e pai espanhol. Aos 14 anos, Pedro e seus irmãos José e Inês, precisaram interromper suas atividades escolares e empregaram-se para manter a família, pois seu pai, gravemente enfermo não tinha condições de fazê-lo. Só bem mais tarde pode retomar seus estudos. Foi Vicentino e Congregado Mariano.
Formou-se em medicina, em 1934, fazendo de sua profissão um apostolado contínuo, principalmente no trato com os pobres.
Casou-se em 1936 com Nancy Cajado e tiveram seis filhos.
Preocupado com a formação cristã da família, em 1949 tomou conhecimento da existência, na França, de um Movimento fundado pelo Pe. Henri Caffarel e 04 jovens casais, Movimento este que mais tarde recebeu a denominação de Equipes de Nossa Senhora. Pedro iniciou, então, uma longa correspondência com o fundador e conseguiu introduzir as Equipes no Brasil.
A 13 de maio de 1950, traduzidos os primeiros documentos, foi lançada em São Paulo a primeira Equipe da qual fizeram parte, formada por 05 casais tendo como Conselheiro Espiritual, após as primeiras reuniões, o Pe. Oscar Melanson, (O.S.B.). Pedro trabalhou nas Equipes de Nossa Senhora enquanto suas forças o permitiram.
Faleceu a 17/08/1982. 
(do livro "Quando a palavra se torna oração")

Nancy Cajado Moncau nasceu em 22/03/1909 e considera Araraquara sua cidade natal. Foi ali que, num 07/09/1931, encontrou Pedro Moncau, com quem namorou, noivou - principalmente por correspondência – casou, em 27/06/1936 e mudou-se com seu marido para São Paulo.
As Equipes foram sua vida e sua vida foi a das Equipes, primeiro junto com Pedro, depois como orientadora e conselheira dos dirigentes do Movimento durante toda a sua vida.
Escreveu os livros: “O sentido de uma vida” e “Quando a palavra se torna vida” dedicados a Pedro Moncau e um terceiro livro “Equipes de Nossa Senhora no Brasil – Ensaio sobre seu histórico”.
Faleceu no dia 15/08/2006. 
(do livro "ENS - Ensaio sobre seu histórico")



* Foto: O casal Moncau em Itaici, março de 1981. Último encontro a que Pedro compareceu.
* Texto extraído do Blog http://ensmogib.blogspot.com

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A honra de ser Casal Responsável de Equipe

No mês de outubro, todos os anos, acontece uma eleição nas ENS. Nela não se faz campanha para eleger este ou aquele e todos os eleitores são candidatos. Ninguém se acha melhor do que os demais. O eleito se oferece para amar mais e trabalhar mais, como um dom gratuito de Deus a serviço dos irmãos. Trata-se de escolher o Casal Responsável de Equipe para o ano próximo. 

A honra (não honraria!) de ser casal responsável de equipe está na disponibilidade de se colocar a serviço do crescimento dos irmãos de equipe, na fidelidade ao Carisma fundador do Movimento e às suas orientações específicas para o ano. 

O CRE é um casal de oração, e rezará pela sua equipe. Um casal que cultiva o amor conjugal, por isso saberá amar os casais da sua equipe. É um casal que buscará animar a equipe com criatividade e iniciativa, em vista do crescimento de todos na espiritualidade conjugal, e sua vida é um testemunho de coerência entre o que acredita e o que vive. 

O CRE é o encorajador dos irmãos, para que todos busquem fazer da equipe uma verdadeira comunidade de ajuda mútua (Cf. Guia das ENS, pág. 34). 

Os critérios de escolha nós os encontramos no manual “O Casal Responsável de Equipe”, nas páginas 13 e 14 (Cap. II, 2). Seria interessante que todos nós lêssemos esse item antes de ir para a Reunião Mensal em que acontece a eleição.
Vale lembrar:
  • Escolhe-se aquele casal que pensamos ter as melhores condições de animar a equipe naquele ano. Só excepcionalmente um casal pode ser reeleito para outro ano consecutivo.
  • Leva-se em conta o bem da equipe, sem preferências pessoais. A escolha deve ser do agrado do Espírito Santo, por isso o invocamos antes de decidir quem escolher.
  • O CRE não é indicado por sorteio nem por rotatividade.
  • O voto é individual e secreto, após discernimento em oração. A apuração é feita em segredo pelo SCE (que não vota). Ele anuncia o casal escolhido sem revelar a proporção dos votos nem se outros foram votados.
  • Os eleitos serão acolhidos como o casal “ungido” para o serviço da equipe naquele ano e todos se disporão a cooperar para o crescimento da equipe.
A responsabilidade é um chamado do Senhor, que não negará sua bênção aos escolhidos. 


* Texto extraido da Carta Mensal - Setembro/2006

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Retiro Anual

As Equipes de Nossa Senhora - Setor Jundiaí A e B, estarão realizando neste mês (28, 29 e 30 de Outubro de 2011) na Casa Mãe do Bom Conselho (Irmãs Agostinianas), o seu 2º Retiro Anual.

Clique aqui para abrir a Carta Convite, enviada pelas Equipes Responsáveis pela organização do Retiro.

Um retiro para Casais...

A exemplo de Jesus que sempre encontrava tempo para retirar-se e orar sozinho, no Retiro Anual o que os casais fazem é uma reflexão sobre sua vida, na presença de Deus. Seguindo os passos do Salvador, as ENS convocam os casais a fazer, a cada ano, um retiro. Que se afastem da correria e do ativismo diário, para recolherem-se em um lugar afastado e silencioso, deixando de lado toda ansiedade e preocupações para encontrar-se com Deus e entregar-se a Ele. É a circunstância adequada de marido e mulher proporcionarem-se “um tempo privilegiado de parada, de escuta, de oração e uma oportunidade de renovação espiritual.”

É um tempo forte de voltar-se para dentro de si mesmo e fazer um exame geral de vida, sobretudo sobre nosso caminho de crescimento. Os casais das Equipes de Nossa Senhora são encorajados a tirar proveito da atmosfera especial dos retiros para se renovarem.


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

12 de Outubro - Dia Nacional de Oração pelo XI Encontro Internacional das Equipes de Nossa Senhora


A Super-Região Brasil, decidiu instituir em nível do nosso Movimento, o dia 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, um dia de orações pelo êxito do XI Encontro Internacional - Brasília - 2012.

Vamos todos neste dia, participar de celebrações, de orações, de momentos de intercessão, entregando na unidade de voz e pensamento, o êxito de nosso Encontro

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Encontro Anual dos Conselheiros Espirituais

Uma das grandes riquezas do nosso movimento, é ter a presença de um Conselheiro Espiritual em cada equipe. Inspirados por Pe. Caffarel, eles tem um papel fundamental na vida da equipe e dos casais equipistas.

No último sábado, dia 01 de Outubro, aconteceu o Encontro Anual dos Conselheiros Espirituais do Setor Jundiaí A e B, na Casa de Convivência Mãe do Bom Conselho. Foi um encontro bem produtivo, com a presença de vários Conselheiros e Conselheiras. O dia começou com um delicioso café da manhã, em seguida todos foram para a capela, para a Oração da Manhã, dirigida pelo casal Sérgio e Nice (CRS A) e com o querido amigo Sidnei cantando os Salmos. Logo em seguida deu-se início ao momento de formação com o casal Luciane e Beto, do Setor de Louveira, fazendo as apresentações. O Padre Rafael falou aos conselheiros um pouco sobre a Responsabilidade do Conselheiro Espiritual em Relação à Equipe. Também contou-se com a presença do casal Ligia e Carlos que falaram sobre a Responsabilidade das Equipes em Relação aos Conselheiros Espirituais. Houve então um momento de reflexão em grupo, e depois, o CRR Cristina e Luciano encerraram o Encontro, falando sobre as Orientações do Movimento. 




Mais fotos do Encontro podem ser visualizadas clicando aqui.



"Não é a oração a força que nos tira para fora de nós mesmos e nos lança ao serviço dos outros? É através dela que os meios humanos alcançaram sua plena eficácia, e é ela que continua a poder, quando esses meios nada mais podem conseguir por si mesmos" 
(Pe. Caffarel)





segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Pontos Concretos de Esforço

"A experiência mostra que, sem certos pontos de aplicação precisos, as orientações de vida arriscam-se muito a tornar-se letra morta" (in O que é uma Equipe de Nossa Senhora?). Por isso, as Equipes de Nossa Senhora propõem aos seus membros:

  • que se "obriguem" à observância de 6 pontos bem determinados, aos quais chamaremos de "obrigações", que são meios de aperfeiçoamento;
  • que solicitem o controle e ajuda da equipe nesses pontos: é a "partilha" da reunião mensal.
Esses 6 pontos são os seguintes:
  1. "escutar" assiduamente a Palavra de Deus;
  2. reservar, todos os dias, o tempo necessário para um verdadeiro encontro com o Senhor na  "meditação";
  3. encontrar-se cada dia, marido e mulher numa "oração conjugal" (e, se possível, familiar);
  4. dedicar, cada mês, o tempo necessário para um verdadeiro diálogo conjugal, sob o olhar do Senhor "dever de sentar-se";
  5. fixar cada um a si mesmo uma "regra de vida" e revê-la todos os meses;
  6. colocar-se cada ano diante do Senhor para rever e planificar a sua vida, durante um "retiro" de pelo menos 48 horas, vivido, se possível, em casal.
* Texto extraído do Anexo 4 do Guia das Equipes de Nossa Senhora - págs. 78/79